Quanto tempo vive um usuário de craque

quanto tempo vive um usuário de craque uma pesquisa com os dependentes de crack feita em 2014 pela Fundação Oswaldo Cruz em todo o Brasil indicou que a expectativa de vida do indivíduo diminui quando ele é viciado nessa substância.

Estima-se que o início do consumo e a morte aconteçam em até oito anos, quanto tempo vive um usuário de craque. Isso quer dizer que, se alguém occurça a usar crack aos twenty anos, a expectativa é de que morra antes dos thirty. Não haverá tempo para aproveitar tudo o que a vida pode oferecer.

Por que o crack é tão perigoso? Como impedir que ele estrague a vida das pessoas? Saiba a partir de agora!

Como o crack age no corpo?
O grande interesse pelo crack é causado pelo efeito rápido e intenso que ele provoca no usuário. Produzido a partir da mistura da pasta de cocaína, bicarbonato de sódio, água e outras substâncias, ele é queimado e aspirado em um cachimbo improvisado.

Dessa forma, chega em segundos ao pulmão e rapidamente entra na corrente sanguínea. Ao atingir o sistema nervoso central, a substância causa a sensação de euforia e bem estar por estimular o neurotransmissor dopamina.

Neste momento, os olhos ficam dilatados, o ritmo dos batimentos cardíacos aumenta e a pessoa se sente poderosa, com a autoestima lá em cima.

A comparação que o NIDA, órgão que estuda o consumo de drogas nos Estados Unidos, faz entre o sexo é clara: se no primeiro caso a sensação de prazer é de a hundred%, no segundo, a intensidade é de 1100%, 11 vezes mais.

Porém com a mesma rapidez que chega este sentimento de euforia também termina: o efeito dura cinco minutos e, ao occurçar a diminuir, o indivíduo se sente muito pior do que antes, mais deprimido, nervoso e irritado.

Isso explica os relatos de dependentes que passam dias utilizando a droga constantemente e se mostram muito ansiosos para conseguir mais dela, mesmo que isso signifique vender pertences pessoais ou de sua família ou roubar pessoas na rua.

A professora doutora Ana Escobar, da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, explica que o crack “cozinha” a cabeça do usuário. É por esta razão que ele deve ser ajudado o mais rápido possível antes que seja tarde demais.

Como ajudar e quanto tempo vive um usuário de craque?

O primeiro passo é mostrar à pessoa o quanto você se importa com ela e está ao seu lado. Depois, explique calmamente como o vício dela está afetando a sua vida e a de todos ao redor.

É comum que os dependentes percam a noção do que estão fazendo e não tenham a dimensão de que a droga está tomando a vida deles. Ouvir isso de alguém que os ama e em quem confiam é importante para dar um passo adiante.

Outra ação necessária é buscar profissionais especializados em uma clínica de recuperação, como o Grupo Aguiar. Neste espaço, a pessoa receberá tratamento, ficando sem acesso à droga e tendo tempo e oportunidade para entender como chegou a esta condição e de que forma pode construir uma nova vida. Venha conversar com nossa equipe!

A maioria dos usuários de substâncias químicas não reconhece que são pessoas dependentes, pois vivem a angustiante dualidade de não querer mais consumir a droga e, ao mesmo tempo, não entender como podem viver sem ela. Familiares e amigos sofrem ao tentar estabelecer estratégias em como ajudar um dependente químico e fazê-lo reconhecer que precisa de tratamento.

Não há dúvidas que o apoio e a ajuda de pessoas próximas e entes queridos são atitudes fundamentais para que os dependentes tenham um tratamento positivo e bem-sucedido, porém, é preciso saber a forma correta de ajudar, pois muitas famílias acabam, sem querer, agindo como aliados do consumo e dos comportamentos inadequados. Sendo assim, confira abaixo algumas dicas fundamentais para dar suporte ao dependente de crack.

Utilize palavras de incentivo e afeto

Por mais difícil que seja, é importante controlar o desapontamento e o nervosismo ao lidar com um familiar que é usuário de crack. Sempre prefira palavras e atitudes de incentivo em vez de brigas. Controle seu comportamento e eduque a si mesmo para que a convivência não seja ainda mais desgastante.

Por outro lado, muitos familiares preferem fechar os olhos a enxergarem a realidade, tratando a dependência como apenas “uma fase passageira” e não como a doença que ela realmente é. Só o fato de reconhecer a dependência como doença, já se dá um grande passo rumo ao correto tratamento da mesma.

Além disso, é preciso conhecer o que pode ter atuado como o gatilho inicial para que aquela pessoa tenha se tornado dependente do crack. Traumas de infância, na adolescência ou mesmo já na vida adulta, ou doenças psiquiátricas, como a depressão, podem estar por trás do componente psicológico que levou ao uso inicial da substância.

Converse e estabeleça limites

O consumo de substâncias químicas faz o dependente perder alguns parâmetros de convívio social e familiar. O uso das drogas, incluindo o crack não gera apenas problemas de saúde, mas também de relacionamentos interpessoais, escolares/profissionais e, às vezes, até jurídicos.

Saber o momento de se afastar ao perceber que a pessoa está sob os efeitos das drogas é uma boa escolha para manter seu próprio equilíbrio e mostrar para o familiar que seus atos sempre terão consequências.

Invista em abordagens que deixem claro que, caso o dependente queira se tratar, sempre haverá ajuda disponível.

Busque ajuda profissional

Uma clínica especializada em reabilitação de dependentes químicos é o lugar ideal para o tratamento do usuário. Por este motivo, é de grande importância conhecer a clínica e saber qual a metodologia utilizada na reabilitação dos dependentes.

O crack, derivado da cocaína, é uma das substâncias psicoativas mais viciantes que existem, sendo vendido a R$5 (cinco reais) em média cada pedra de 0,25 gramas e chegando ao sistema nervoso central em apenas alguns segundos. Por ser tão viciante, muitas pessoas acham que é impossível parar o consumo, mas saiba que com o tratamento para usuários de craque em uma clínica de reabilitação de confiança, é possível tratar o vício e salvar o dependente químico.

Sintomas de usuário de craque

usuário de crack apresenta quadro sintomático de um dependente químico que não consegue ficar um dia sequer sem a droga, chegando ao ponto em que não se importa mais com a própria aparência nem mesmo com cuidados básicos como alimentação, dormir, tomar banho, escovar os dentes, etc.

A pessoa que começa a fumar crack perde o desempenho escolar e no trabalho, até abandonar tais atividades e começa a vender tudo o que tem para comprar mais uma pedra, podendo até roubar os próprios familiares em decorrência do vício.

Tratamento para usuários de craque

Na busca pela rápida sensação prazerosa que o crack proporciona, infelizmente, o usuário vai perdendo todas as coisas que possui, até acabar nas ruas, em alguma cracolândia, de onde pode nunca mais sair se não tiver ajuda – o tratamento do usuário de crack é essencial e indispensável.

Se você chegou até esta página, sabemos que alguém em sua família ou um conhecido, uma pessoa querida, está sendo escravizado pelo crack e você quer muito ajudá-lo(a). Nós da clinica vitta estamos aqui, com o melhor tratamento para usuários de craque, por meio de uma metodologia comprovada e que funciona, por isso conte conosco!

Aos que desejam saber como parar de fumar pedra, o primeiro passo é a internação voluntária ou compulsória e, a partir disso, tratar a dependência química em um centro de reabilitação confiável.

O que leva uma pessoa a usar craque?

Um indivíduo não experimenta crack à toa, mas normalmente, depois de já ter algum tipo de vício ou hábito prejudicial como alcoolização ou uso de outras drogas, além das questões internas não resolvidas tais quais frustrações, decepções, problemas com a família, etc.

O que acontece com usuário de craque?

Ao experimentar a pedra de crack, o usuário sente uma sensação indescritível de prazer, pois o corpo libera altas doses de dopamina (hormônio do bem-estar) e, já no primeiro consumo, a pessoa se torna viciada. A questão é que, sem o tratamento para usuários de craque adequado, o adicto se torna um escravo, dominado pelo vício, perdendo o emprego, o casamento, sua casa, sua vida, e indo parar nas ruas somente com a roupa de corpo.

Dependente de craque tem cura?

A OMS (organização mundial da saúde) diz que a dependência química é uma doença sem cura, mas que pode ser controlada. Porém, como clínica de recuperação de dependentes químicos, já vimos muitas pessoas vencerem o vício e se dizerem curadas.

Mas não é porque alguém seja recuperado das drogas que essa pessoa não precise tomar certos cuidados como, por exemplo, evitar lugares e situações que possam levar a uma possível recaída. Mesmo depois do tratamento para usuários de craque, é importante estar consciente disso e viver um dia de cada vez.

Perguntas Frequentes

Qual o melhor tratamento para dependentes químicos? resumidamente, a internação é a forma mais eficiente de recuperar um drogado, pelo fato da necessidade de se manter afastado de tudo o que alimente e sustente o vício.

Como tirar vontade de usar droga? a fissura, como é chamado o desejo por se drogar, se intensifica com a abstinência da droga e a maneira de vencê-la é por meio da desintoxicação supervisionada em uma clínica de reabilitação para dependentes químicos.

Quanto tempo vive um usuário de craque? normalmente, os usuários de crack não possuem uma estimativa de vida muito alta e isso se dá não apenas devido ao consumo da droga, mas aos riscos aos quais o drogado está submetido diariamente nas ruas.

Como lidar com usuário de craque? você deve ter em mente que o usuário de crack está doente, se tornou um adicto, um risco a si próprio e aos demais à sua volta por estar viciado. Você pode solicitar o internamento compulsório na Clinica vitta , assim, com o tratamento para usuários de craque, salvar essa pessoa querida.

O que acontece com usuário de craque?

Além dos riscos tradicionais para o uso de cocaína, as pessoas que abusam da cocaína crack podem sofrer sangramento, dano pulmonar, falta de ar, tosse e outros problemas respiratórios graves. Alguns dos efeitos a longo prazo do uso da droga incluem danos sérios aos rins, fígado e coração

É possível se livrar do craque?

Não há cura para ex-viciados em crack, dizem especialistas. Especialistas em saúde dizem que a dependência do crack não tem cura e que a primeira medida a ser tomada é o afastamento total do viciado da droga.

fotos de usuário de craque,
fotos de usuários de craque antes e depois,
usuário de craque sintomas,
como lidar com usuário de craque,
dentes de usuários de craque,
abstinência craque sintomas,
usuário de craque tem cura,
pessoas sobre o efeito do craque,