Príncipe japonês será internado por alcoolismo

O príncipe Tomohito de Mikasa, primo do imperador do Japão Akihito, será internado em uma clínica em cerca de um mês para tratar sua dependência de álcool, informaram hoje, em Tóquio, fontes da Casa Imperial.

O príncipe de 51 anos é conhecido por ter proposto, há alguns anos, “reintroduzir as concubinas” na corte para manter a sucessão masculina ao trono.

Segundo a agência Ansa, Tomohiko de Mikasa, cunhado do atual ministro de Relações Exteriores, o ultraconservador Taro Aso, já foi hospitalizado várias vezes desde 1991, quando foi operado para a retirada de um câncer de esôfago, do qual nunca se recuperou totalmente.

A proposta das concubinas provocou polêmica. Diante da falta de herdeiros homens, o governo estava considerando uma modificação legislativa para permitir a descendência imperial feminina, proposta rejeitada pelos conservadores.

As iniciativas se tornaram desnecessárias em setembro de 2006 com o nascimento do príncipe Hisahito, filho de Akishino, segundo filho do imperador.

Fonte: Terra