Comunidades do Orkut estimula a dirigir bêbado

É difícil hoje em dia alguém dizer que não tem cadastro no orkut, sendo o maior portal de relacionamento do Mundo, virou uma grande ferramenta de comunicação e diversão, para todas as idades e níveis sociais.

Administrado aqui no Brasil pelo Google, o site de relacionamentos está trazendo muita dor de cabeça para seus administradores.

No Brasil a mais de 14mil processos em andamento contra o site de relacionamento, a maior parte tem a ver com calunia e difamação, mas 25 são relacionadas a crimes seríssimos como tráfico de drogas e pedofilia (comunidades estavam sendo usadas para negociar drogas, e fotos de menores), mas o Google alega não possuir o banco de dados das comunidades virtuais do Orkut ou qualquer informação sobre esses usuários.

No fim do ano passado 5 jovens de 16 e 22 anos morreram em um acidente de carro no Rio de Janeiro, depois de sair de uma balada, 4 desses jovens estavam com teor mais que o permitido de álcool no sangue inclusive o motorista, só uma menina de 17 anos não havia bebido mas infelizmente também foi uma das vitimas, investigações feitas, mostraram que no Orkut do jovem que estava dirigindo o carro, havia comunidades induzindo a beber e depois dirigir, e em pesquisa feita, a muitas outras comunidades relacionadas a essa como á de direção de menores de idade.

A empresa já retirou do ar 13 comunidades com esse tema que são: “Beber e dirigir é uma arte”, “O prazer de dirigir bêbado”, “Dirigir bêbado é o que há”, “Eu, quando dirijo, bebo bem”, “Se bebo, eu não dirijo, piloto”, “Quando bebo não dirijo piloto”, “Dirijo melhor quando bebo”, “Quando eu bebo dirijo melhor”, “Bebo e dirijo”, “Quando bebo não dirijo: piloto”, “Bebo e dirijo rápido bem pra c…”, “Beber/não dirigir/viaja”, e “Dirigir bêbado é du c…”.

Além de comunidades com apologia a dirigir bebado, existem outras que defendem abertamente, furtos (principalmente de cones e placas, que causam varios acidentes), piratarias. Confira algumas relacionadas a esse tipo de apologia e o numero de usuarios.

Ladrões de cone – 64802 membros – (N°. 172549)

Eu passava trote – 9.145 – (Nº. 730721)

Eu já roubei… – 6.150 membros – (Nº. 47495)

Ladrões de cones e placas – 3.307 membros – (Nº. 312735)

Eu amo CD pirata – 2918 membros – (Nº. 386117)

Fãs do roubo ao Banco Central – 2.128 membros – (Nº. 4052505)

Eu roubo copos de bar – 1.658 membros – (Nº. 473974)

Ladrões de Cone S/A – 1.630 membros – (Nº. 246768)

Pirataria – 1600 membros – (Nº. 52004)

Eu roubei um cone. E você? – 1.469 membros – (Nº. 566168)

Eu roubo placas – 1.156 membros – (Nº. 195331)

CD original é crime – 952 membros – (Nº. 1222415)

Salvem a pirataria – 741 membros – (Nº. 423712)

Eu uso Windows pirata – 660 membros – (Nº. 705730)

Quem nunca roubou um cone? – 605 membros – (Nº. 318711)

Ladrões de extintor – 583 membros – (Nº. 370158)

É legal roubar cones! – 476 membros – (Nº. 420135)

Ladrões de placa – 412 membros – (Nº. 959247)

Ladrões de copos – 387 membros – (Nº. 656863)

Ladrões de cone BSB – 382 membros – (Nº. 1161695)

Ladrões de placas de transito – 379 membros – (Nº. 746982)

Só tenho CD pirata – 413 membros – (Nº. 469502)

Viva à pirataria – 235 membros – (Nº. 830633)

Eu compro produto pirata -227 membros – (Nº. 265192)

Fã dos ladrões do Banco Central – 158 membros – (Nº. 4060601)

Eu tenho gato de TV a cabo! – 141 membros – (Nº. 1184583)

Eu roubo mais do que cones… – 110 membros – (Nº. 339163)

Roubamos o lanche das crianças – 26 membros

Muitos desses usuários criadores dessas comunidades com ideologias polêmicas, entram com perfis falsos, como pessoas do Bem. Pessoas inconformadas com as idéias desses usuários entram na comunidade pra compra brigar, eles se autodenominam Justiceiros, mas para as pessoas de bem, eles não passam de Ecochatos.

O que podemos Fazer?

O Ministério Publico do Rio de Janeiro firmou acordo com o Google que prevê a retirada de paginas que praticam crimes, tais como pedofilia, apologia ao alcoolismo, a dirigir bêbados entre outras. A partir do momento que essas comunidades são denunciadas o site de relacionamentos tem 24h para tirá-la do ar.

Para facilitar a identificação dos criadores e participantes das comunidades ilegais e produzir provas para ações penais, o Google vai guardar por seis meses os endereços IP – que permitem a identificação dos computadores utilizados para acessar o site – de usuários do Orkut.

Os cidadãos podem encaminhar uma denúncia à Promotoria de Crimes de Informática, denunciar os abusos na própria comunidade e perfil do Orkut ou no site www.safernet.org.br