Beber álcool em gel é moda entre adolescentes

Depois a gripe H1N1 (mais conhecida como suína), o álcool em gel tornou-se item de higiene em muitos lares e instituições. O que talvez você não imagine é que alguns adolescentes resolveram experimentar beber álcool em gel. Essa moda começou entre os americanos, que possuem regras mais rígidas a respeito da compra da bebida alcoólica, e se espalhou pelo mundo, inclusive, no Brasil.

O Dr. Anthony Wong, toxicologista do Hospital das Clínicas, explicou na rádio Jovem Pan sobre essa forma um tanto inusitada de ingerir álcool. De acordo com o médico, os adolescentes costumam misturar o álcool em gel com suco ou groselha, após descobrirem que assim eles ficam ‘chapados’.

Mais do que inusitado, beber álcool em gel é perigoso. Isso porque o produto contém 60 a 70% de teor de álcool. Para você comparar, uma lata de cerveja tem 5%. Segundo Dr.Wong, é quase o equivalente a beber absinto (78%) e seu teor alcoólico é quase o dobro da cachaça.

Assim como eu, você e a maioria das pessoas que ficam sabendo disso, a apresentadora quis entender o porquê dos adolescentes quererem beber álcool em gel. O médico explicou que, assim como as bebidas alcoólicas tradicionais e os outros tipos de drogas, geralmente o adolescente é impulsionado por pressão dos amigos, necessidade de sentir-se aceito em um grupo e a crença de que álcool não faz mal.

Dr. Wong lembrou que o álcool prejudica a saúde do adolescente, especialmente pelo fato de que ele ainda está em formação. A dependência é muito mais rápida porque o cérebro tem dificuldade em barrar a atuação das sustâncias no sistema nervoso.

Portanto, tem adolescente e álcool em gel em casa? Fique atento!

Ouça a entrevista completa aqui.

Veja também:

Saiba as consequências do consumo de álcool pelos adolescentes

Dicas para prevenir o uso de álcool pelos adolescentes